Participantes recebem certificado de curso sobre alimentação

Evento em shopping promove integração entre brasileiros e refugiados
22 de março de 2017
Amiga Fabiana Josefa dos Santos
10 de abril de 2017
Mostrar tudo

Participantes recebem certificado de curso sobre alimentação

Texto: Erika Omori / Fotos: Erika Omori e Joseane Marques

Refugiados aprenderam mais sobre higienização e até a calcular o custo dos pratos

No última segunda-feira, 27 de março, 11 participantes do curso “Boas práticas para serviço de alimentação” receberam seus certificados de conclusão, na sede do Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado.

Em 12 horas distribuídas em seus encontros, eles aprenderam sobre higienização, provaram novos sabores e até testaram maneiras novas e criativas de apresentar receitas. Segundo a chef Joseane Marques, que idealizou e executou o projeto, agora eles “estão aptos a fazer comida para vender, calcular o custo dos pratos e atender em pequenos eventos”.

Foram quatro aulas teóricas e duas práticas, ministradas no HUB Food Service, em Perdizes. Uma das aulas foi com o chef Fernando Mine, que apresentou técnicas da cozinha japonesa. Os alunos tiveram a oportunidade de provar o sunomono (e aprender cortes, além de trabalhar o ácido e doce), missoshiro (como extrair os sabores de algas, katsuobushi, misso para fazer caldos saborosos).

Refugiados participam de aula prática sobre manipulação e higienização dos alimentos

Os sabores, novos para alguns, pareceram não agradar muito os participantes. O único que comer tudo que foi servido para provar foi Talal Al-tinawi, que já havia provado pratos japoneses bem antes de seu país, a Síria, entrar em guerra. “Eu gosto muito de comida japonesa, mas minha esposa não gosta”, comenta, entre um gole de missoshiro e uma prova de sunomono.

Lutfia Al tinawi não conseguiu tomar seu missoshiro. Mesmo pedindo para passar a sopinha para seus colegas, ela se negava, dizendo que não podia oferecer porque o “professor vai ficar triste”.

Além dos caldos e cortes, os participantes puderam trabalhar a questão da estética nos pratos. Antes de liberar os alunos para usar a criatividade, a chef mostrou exemplos, a moda do momento e a evolução na hora de decorar e apresentar receitas.

Joseane levou vários ingredientes, entre frutas, chocolate,salgados, frios, oleaginosas, leguminosas, cereais, entre outros produtos, para inspirar na hora de empratar.

Confira como foi a aula de caldos aqui:

 

Comments are closed.