No mês da mulher, conheça a história da jovem Aziza
21 de março de 2016
Contadora batalha na cozinha para reforçar a renda de casa
27 de março de 2016
Mostrar tudo

Conheça Jeni, a angolana que é sinônimo de coragem

A jovem, de apenas 29 anos, chegou ao Brasil com três filhos e recomeçou a vida sozinha

Jeni mostrou seu trabalho fazendo tranças e penteados no bazar Mulheres & Refúgio do Adus

Jeni Vulu chegou da Angola em outubro de 2014. Com três filhos, ela conseguiu um abrigo onde viveu com os meninos durante três meses. “Os brasileiros foram muito receptivos comigo e não foi difícil conseguir um lugar para morar”, contou Jeni.

A jovem de 29 anos ficou desesperada ao perder contato com o marido que ficou no seu país de origem. Após alguns meses, Jeni conseguiu localizar o cunhado em Angola, que finalmente conseguiu enviar ajuda financeira para que ela alugasse uma casinha simples para viver com os filhos, na zona leste de São Paulo. Um ano depois, o marido chegou ao Brasil e finalmente a família ficou completa.

Durante o tempo que viveu em Angola Jeni sempre foi cabeleireira. Especialista em cabelos afro, ela era bem conhecida na região onde vivia, principalmente por fazer penteados em noivas. No último bazar do Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado –, realizado em março, a angolana teve a oportunidade de mostrar seu talento e fez lindas tranças e penteados nos convidados. “Muito bom poder fazer o que a gente gosta e ainda ajudar meu marido nas despesas”, contou.

O português ainda é um desafio para Jeni, que se dedica à criação dos filhos, enquanto o companheiro trabalha como ajudante de cozinha para sustentar a casa. Além disso, a família cresceu com a chegada do pequeno Graciano, que hoje tem um ano de idade. “Consegui escola para todos os meus filhos, que era algo que eu queria muito. Meu próximo objetivo é juntar dinheiro para abrir meu próprio salão e poder atender todas as minhas clientes com maior conforto”, finalizou a angolana.

Texto e foto: Alethea Rodrigues

Textos relacionados:
No mês da mulher, conheça a história da jovem Aziza

Uma parada inesperada: a vida de Temitope Komolafe

Comments are closed.