Brasil acolhe poucos refugiados ?
15 de dezembro de 2011
Explosões em Dadaab aumentam preocupação sobre condições de segurança
23 de dezembro de 2011
Mostrar tudo

Desemprego entre os refugiados da Palestina aumenta na Cisjordânia

O desemprego entre os refugiados que vivem na Cisjordânia aumentou na primeira metade de 2011, de acordo com relatório da Agência das Nações Unidas para Assistência a Refugiados Palestinos, a Unrwa. A taxa registrada foi de 0,9%.

O número de refugiados sem emprego é de cerca de 50 mil pessoas, segundo dados do documento. Apesar da diminuição no desemprego geral na região, que ficou em 27,4%, queda de 0,5%, o número de pessoas sem emprego dentre o refugiados ficou cinco pontos percentuais mais alto.

Uma das explicações para o aumento no desemprego é a queda no número de postos de trabalho em ONGs ou agências da ONU, que diminuiu 26% (cerca de 15 mil vagas), que são, normalmente, ocupados por refugiados.

O número de refugiados entre a população economicamente ativa na Palestina é estimado em 450 mil pessoas.

Fonte: Jornal do Brasil

Deixe uma resposta