ONU retoma programa de repatriamento de refugiados angolanos
16 de fevereiro de 2012
ACNUR aumenta assistência para atender crescente fluxo de refugiados malianos
23 de fevereiro de 2012
Mostrar tudo

Líbano acolhe refugiados sírios em Wadi Khaled

Enquanto as forças fiéis ao regime sírio continuam a massacrar cidades tradicionalmente ligadas à oposição ao governo de Al Assad, a população procura fugir à carnificina.

No vale Wadi Khaled, em território libanês perto da fronteira, refugiados e desertores do exército sírio procuram abrigo e ajuda.

(Foto: Euronews)

Em duas semanas a população desta região aumentou 10 por cento, depois de 4000 refugiados sírios aí terem chegado.

“Eu integrava a guarda presidencial. Ordenaram-nos para disparar sobre as pessoas que oravam na mesquita. Como nos recusámos tivemos de desertar e fugir para Homs”, disse um ex-soldado sírio.

Em Wadi Khaled, organizações da oposição síria acolhem e dão assistência aos refugiados.

Mohamed Abu Arheme e a família fugiram de Homs onde são comuns os relatos de casas destruídas, crianças mortas e mulheres violadas.

“Se Deus quiser, o regime há de cair e então regressaremos com a bandeira da Síria independente na mão. Bahar al-Assad está no fim”, disse.

Desde o início da repressão, dezenas de milhares de pessoas, incluindo crianças, foram presas, milhares estão desaparecidas, e o número de deslocados supera os 70 mil a nível interno, e mais 25 mil em países vizinhos.

Fonte: Euronews

Deixe uma resposta