Refugiados da Síria ensinam pratos típicos em curso de culinária
3 de julho de 2015
3º Bazar Solidário do Adus terá artesanato da África, música árabe e comidas de Angola e Síria
3 de agosto de 2015
Mostrar tudo

Mali vence o Campeonato Multicultural do Adus

Torneio contou com música, dança e final nos pênaltis

Time do Mali comemora vitória sobre Burkina Fasso no Campeonato Multicultural do Adus

Depois de uma disputa nos pênaltis, o time de Mali foi o grande vencedor do Campeonato Multicultural do Adus, realizado no Colégio Santa Cruz, em São Paulo, nesse sábado (5).

Com o empate em tempo normal contra a equipe de Burkina Faso, Mali assinalou três cobranças – contra nenhuma do time adversário – e sagrou-se campeã do torneio realizado em um dia chuvoso e nublado, mas que não afastou o espírito de disputa entre os times.

O evento reuniu mais de 200 pessoas, entre familiares, amigos e imigrantes atendidos pelo Adus, além de voluntários da instituição e da bateria do curso de Relações Internacionais da PUC, responsável por animar os jogos, mesmo embaixo de chuva e frio.

O Campeonato Multicultural também contou com a exposição de obras de arte criadas por estrangeiros refugiados, além de espaço interativo para a pintura e espaço de recreação para crianças. O dia teve ainda churrasco e outros pratos trazidos pelos participantes, além de muita música, que também embalou o final da festa.

Além da taça, o time de Mali também contou com o goleiro menos vazado do campeonato, Alibadra Daiakite, e o melhor jogador do torneio, Fade Toure. “Me sinto feliz em ter sido eleito o melhor jogador no meio de tantos times. Só quero agradecer ao Adus e à preparação que foi feita para essa festa”, disse o atleta, que passou a torcer para o Santos no Brasil.

O campeonato contou ainda com times de Gâmbia, República Democrática do Congo, Haiti e Brasil, em um misto formado por jogadores de instituições de apoio à causa do refúgio.

O Campeonato Multicultural contou com o apoio de entidades como a Secretaria de Direitos Humanos da Prefeitura de São Paulo, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), Atados e Centro de Referência e Acolhida para Imigrantes (CRAI).

Também apoiaram o evento o Colégio Santa Cruz, que sedia o campeonato pelo segundo ano, além de Alatur JTB, responsáveis pelos uniformes, Firenze Transportes, que transportou os atletas e participantes para o local do evento, a Establish Brazil que doou verba para a decoração da festa e para a compra dos troféus, o Sindbast – Sindicato dos Empregados em Centrais de Abastecimento de Alimentos do Estado de São Paulo – que doou a carne para o churrasco, e Clube Atlético Pinheiros que forneceu a salsicha para os hot-dogs. O evento ainda contou a alegria do especialista em Besteirologista, dr. Nanal.

Texto: Vilma Balint / Fotos: Eva Bella/João Castanheira/Bruno Fujii/Anderson Boeira

Comments are closed.